POLÍTICA ▸ EVENTO

Apoiadores de Bolsonaro fazem carreata em Cuiabá e Várzea Grande em fevereiro

Apoiadores mato-grossenses de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) estão organizando carreata em apoio ao presidenciável. A manifestação será realizada nas ruas de Cuiabá e Várzea Grande em 17 de fevereiro, primeiro sábado após o Carnaval.

A carreata, que está sendo organizada pelo grupo denominado Direita Mato Grosso, deve sair da avenida Getúlio Vargas, próximo ao Choppão. O evento criado no Facebook para divulgar a carreata já conta com 279 confirmações de presença, 547 interessados e 209 compartilhamentos.

O microempresário Rafael Yanekubo, que faz parte da coordenação do grupo Direita Mato Grosso e está atuando na organização da carreata, espera a participação de pelo menos 200 veículos. No entanto, afirma que Bolsonaro não estará presente.

“Vamos estar na Getúlio Vargas, a partir das 16h, adesivando carros. Depois, vamos percorrer a Isaac Póvoas, a Prainha, ir até Várzea Grande e retornar para Cuiabá”, explica Rafael Yanekuno, lembrando que os custos serão pagos pelos próprios apoiadores de Bolsonaro.

Embora não esteja presente na carreata, Bolsonaro deve vir a Mato Grosso em fevereiro. O presidenciável, que está trocando o PSC pelo PSL para se viabilizar na disputa pela presidência da República visitará Sinop   para acompanhar a colheita da soja a convite do youtuber Nelson Barbudo. Agricultores da região Norte  devem organizar um "tratoraço" para recebê-lo.

Os agricultores de Sorriso que impediram invasão em propriedade do município na semana passada e citaram Bolsonaro em vídeo divulgado nas redes sociais devem participar do tratoraço. Nas redes sociais, Bolsonaro respondeu à tentativa de invasão classificando o MST como terrorista. 

O deputado federal Victório Galli (PSC) foi o único político com mandato que recebeu convite do Grupo Direita Mato Grosso para participar da carreata. A presença depende da inexistência de compromisso pré-agendado.

Comentários