POLÍCIA ▸ PROCURADO

Bandido que atirou em policial em resgate de empresária é morto em troca de tiros em Cuiabá

O assaltante Kelves Gonçalves da Silva, acusado de atirar contra o investigador da Polícia Judiciária Civil (PJC), Sidney Ribeiro dos Santos, morreu após dar entrada no pronto-socorro de Cuiabá, na madrugada desta terça-feira (27), na capital. O comparsa dele, Jean Pierre Queiroz de Oliveira, também foi alvejado e morreu na unidade de saúde.

Ambos trocaram tiros com a polícia em uma ação de recaptura do no bairro Jardim Vitória.

As forças de segurança do Estado localizaram o esconderijo de Kelves após uma intensa investigação. A operação de recaptura dele ocorreu na madrugada desta terça-feira (27), em uma residência no bairro Jardim Vitória, em uma ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), juntamente com apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derfva) e Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Conforme informações, Kelves reagiu e trocou tiros com os policiais do Goe e foi alvejado. Na casa, havia outros suspeitos que também estavam armados. Um deles, identificado como Jean Pierre, também foi alvejado.

A polícia deu voz de prisão aos envolvidos, que foram socorridos e encaminhados ao pronto-socorro de Cuiabá. Todavia, eles não resistiram aos ferimentos e morreram.

Com o suspeito Kelves foi apreendida uma submetralhadora 9mm, de utilização do exército.

Envolvimento em sequestro

Kelves Gonçalves da Silva é um dos envolvidos do roubo evoluído para sequestro da empresária Milene Falcão Eubank, ocorrido em novembro de 2017. Na ação de resgate houve uma troca de tiros e o investigador Sidney Ribeiro dos Santos foi alvejado. As investigações apontavam que Kelves foi o autor do disparo.

Sidney ficou cerca de 1 mês internado no Hospital São Benedito e já recebeu alta. Nove pessoas estavam envolvidas no sequestro, sendo que sete foram presas no primeiro momento.

Comentários