CIDADES ▸ SERVIDORES

Concurso público para agente penitenciário é homologado no estado de Mato Grosso

O concurso público para agente penitenciário foi homologado pelo governo de Mato Grosso. A homologação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de quarta-feira (21) que circulou nesta quinta-feira (22). O concurso, de 2016, ofereceu vagas para cadastro reserva aos cargos de agente penitenciário e profissionais de nível.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), o sistema penitenciário conta com 2.960 servidores, entre agentes e setor administrativo.

O salário oferecido para agente penitenciário, inicialmente, é de R$ 2.640,09, para 40 horas semanais. Também foram oferecidas vagas para advogado, enfermeiro, assistente social e psicólogo. O salário inicial oferecido para esses cargos é de R$ 5.326, com carga horária semanal de 40 horas.

A publicação homologou o concurso para agente penitenciário e profissional de nível superior, advogado, assistente social, enfermeiro e psicólogo. Foram mais de 29 mil pessoas inscritas no concurso público.

Segundo o governo, o concurso, por ser cadastro de reserva, não definiu o número de vagas. Um total de mil candidatos foi aprovado. As convocações devem ser realizadas de forma escalonada a partir deste ano. Após a nomeação, os servidores passarão por curso de formação com carga horária de 480 horas, entre aulas teóricas e práticas/procedimento operacional.

Concurso
A Sejudh publicou o edital nº 01 no dia 25 de novembro de 2016, com período de inscrições entre 01 de dezembro do mesmo ano a 15 de janeiro de 2017. As provas objetivas e dissertativas foram realizadas no dia 12 de fevereiro; o exame de saúde entre 22 a 26 de maio; o teste físico entre 04 a 08 de julho; a avaliação psicológica no dia 30 de julho; já a investigação social ocorreu entre 11 a 22 de setembro.

O resultado da fase de investigação social saiu no dia 08 de janeiro deste ano. Foram ofertadas vagas de cadastro reserva para os cargos de agente penitenciário e profissionais de nível superior em diversas áreas, ambos com carga horária semanal de 40 horas.

Comentários