CIDADES ▸ ALERTA

Mato Grosso está entre áreas de recomendação para vacinação contra febre amarela

Brasil enfrenta mais uma alta nos casos de febre amarela. Com isso, novas áreas com recomendação para a vacina foram acrescentadas à lista do Ministério da Saúde. Os estados mais afetados pela doença são São Paulo e Minas Gerais. Há registros confirmados do vírus também no Rio de Janeiro e no Distrito Federal.

Apesar de ainda não ter confirmado nenhum caso da doença, Mato Grosso está na área de recomendação para a vacinação contra a febre amarela. No Estado, um caso suspeito ainda está sb investigação.

Aqueles que forem para as áreas com recomendação durante o Carnaval precisam correr para receber uma dose. A imunização passa a fazer efeito 10 dias após a aplicação. Por isso, quem for viajar no sábado (10) precisaria estar vacinado até esta quarta-feira (31).

Além da vacina comum, que após aplicação garante a imunização por toda a vida, o governo federal liberou que os estados da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo apliquem a dose fracionada. A imunização nestes casos precisa ser repetida após oito anos.

Trata-se da divisão da dose antes aplicada: a dose padrão contém 0,5 ml e a versão dividida passa a ter 0,1 ml. Com isso, uma vacina que antes era destinada para uma pessoa pode ser aplicada em quatro indivíduos – podendo chegar a cinco. Confira os municípios que adotaram a dose fracionada.

Casos no Brasil

Nesta terça-feira (30), o Ministério da Saúde divulgou um novo balanço dos casos e mortes da doença. São 213 casos confirmados, sendo que 81 pessoas morreram devido à infecção desde 1º de julho de 2017.

O governo federal recebeu 1.080 notificações de casos suspeitos – 432 foram descartados e 435 permanecem sob investigação. Em comparação com o mesmo período de 2016/2017, há uma queda de 54% nos casos confirmados. As mortes devido à doença diminuíram 44%.

Os dois estados mais afetados são São Paulo e Minas Gerais, com 108 e 77 casos confirmados, respectivamente. O Rio de Janeiro detectou 27 infecções por febre amarela, seguido do Distrito Federal, com apenas uma pessoa. Veja abaixo os números de casos por estado que evoluíram para morte e confira os outros estados com notificações ainda em investigação.

Comentários