POLÍCIA ▸ 20 FACADAS

Menor confessa ter matado namorada em cidade de MT e alega surto psicótico

O menor, que era namorado de Giovana Sinopoli, 16 anos, confessou ter executado a adolescente com mais de 20 facadas e alegou ter sofrido um surto psicótico. O crime aconteceu em Nova Mutum (240 km ao Norte de Cuiabá), na tarde de quinta-feira (22).

Conforme o delegado responsável pelo caso, Felipe Leoni, somente o casal estava no local do crime e ficou comprovada a autoria do menor, mesmo ele afirmando inicialmente que teria uma terceira pessoa na casa.

“Ele reconhece que teve um apagão e que de fato essa terceira pessoa que ele disse que estaria ali foi uma situação ilusória. Não houve essa terceira pessoa”, disse o delegado.

Conforme a Polícia Civil, a família do executor relatou que ele faz uso de medicamentos controlados, porém, tal fator não pode ser ligada à autoria do crime.

Testemunhas disseram ver o assassino saindo da casa atordoado e todo ensanguentado. A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher apura a versão de que o crime tenha sido motivado por ciúme.Conforme a Polícia Civil, a família do executor relatou que ele faz uso de medicamentos controlados, porém, tal fator não pode ser ligada à autoria do crime.

Conforme a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), das mais de 20 perfurações no corpo da vítima, algumas indicam que ela tentou se defender das agressões. Foram identificados cortes nos antebraços e mãos da garota.

Na casa onde o assassinato aconteceu, foram encontrados vestígios de luta corporal.

“Ele vai ser encaminhado para apreciação do poder judiciário. O inquérito vai correr na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e vai ser apurada a motivação que levou o menor a cometer esse crime”, finalizou o delegado.

Comentários