POLÍCIA ▸ COMANDO VERMELHO

Morto em confronto com a polícia é suspeito de decapitar testemunha de assassinato de grávida em MT

Morto em confronto com a polícia, Kelves Gonçalves da Silva, 28 anos, o Kelvinho, é suspeito de decapitar uma testemunha do assassinato da jovem Viviane da Silva Ângelo, de 18 anos, que estava grávida de sete meses. A morte da testemunha foi filmada e as imagens compartilhadas nas redes sociais. Todos os crimes são investigados pela Polícia Civil.

Kelvinho também era suspeito de participar do sequestro da empresária Milene Falcão Ewbank, em novembro do ano passado.

Durante o resgate um policial foi baleado. Kelvinho também seria o autor do disparo, segundo a polícia.

De acordo com o delegado Diogo Santana, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), indícios apontam que Kelvinho executou a testemunha do homicídio da grávida.

“Em razão do modus operandi e pela compreensão física do indivíduo que aparece no vídeo efetuando o crime, temos a suspeita que seja o próprio Kelves que aparece na imagem", afirmou o delegado.

A vítima é mototaxista e foi identificado apenas como Reinaldo, de 38 anos, e está desaparecido. Ele teria sido a última pessoa a ter contato com Viviane.

Reinaldo chegou a prestar depoimento à polícia e que pegou Viviane no Bairro Jardim Vitória, em Cuiabá, e a levou para a estrada da Ponte de Ferro, em um bar. Ela foi encontrada morta na mesma região.


Confronto
Kelvinho morreu nesta terça-feira (27). Ele estava em uma casa no Bairro Jardim Vitória. O suspeito reagiu à chegada da polícia, tentou resistir à prisão e foi baleado durante confronto com policiais do GOE.

Com Kelves estava outro homem, que também foi atingido com disparos e morreu no hospital.

A suspeita, de acordo com a polícia, é que as ações de Kelvinho tenham sido feitas a mando de uma facção criminosa.

Comentários