POLÍTICA ▸ PORTOS

Senador de MT depõe em inquérito do presidente Michel Temer

O senador Wellington Fagundes (PR-MT) prestou depoimento à Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira (19) no inquérito que investiga se um decreto assinado pelo presidente Michel Temer beneficiou empresas do setor de Portos. Fagundes é apontado nas investigações como um dos interlocutores de Temer junto ao setor portuário.

Ele é cotado para assumir o ministério dos Transportes, quando Mauricio Quintella deixar o cargo – previsto para março. O nome de Fagundes para a pasta foi discutido em reunião entre Temer, Valdemar Costa Neto e o próprio ministro Quintella, em reunião no Palácio do Jaburu, no dia 8 de fevereiro.

Como o blog mostrou, a PF intimou o senador, mas ele vinha adiando o seu depoimento. Ele informou aos investigadores que estava em "missão oficial" em Los Angeles, EUA, de 25 de janeiro a 17 de fevereiro.

O prazo para o fim do inquérito se encerrava no dia 20 de fevereiro – mas foi prorrogado pela PF. Na segunda, ele foi ouvido em Brasília.

Procurada pelo blog, a assessoria do senador confirmou o depoimento e disse que ele foi "prestar esclarecimentos na condição de testemunha". Sobre a missão oficial em Los Angeles, a assessoria informou que o senador foi conhecer o Porto de Los Angeles.

Comentários