ESPORTES ▸ LIBERTADORES

Vasco é goleado, mas Martín Silva brilha nos pênaltis e garante vaga na Libertadores

Bolívia - Foi com muito sofrimento, mas o Vasco está na fase de grupos da Libertadores. Na Bolívia, a equipe carioca foi goleada por 4 a 0 pelo Jorge Wilstermann. A decisão da vaga ficou para os pênaltis e foi aí que brilhou a estrela de Martín Silva, que defendeu três cobranças da equipe boliviana.

O Vasco estará no grupo 5 da competição. Além do clube carioca estão na chave: o Cruzeiro, o Racing, da Argentina, e a Universidad do Chile. Os cariocas enfrentam a equipe chilena no próximo dia 13 em São Januário.

O JOGO

Os primeiros 16 minutos do primeiro tempo entre Vasco e Jorge Wilstermann foram como um pesadelo para a torcida do clube carioca. Os brasileiros tiveram um verdadeiro apagão e levaram três gols, reduzindo consideravelmente a vantagem adquirida na partida de ida em São Januário.

A equipe boliviana saiu na frente com apenas cinco minutos. Em cobrança de falta, Zenteno apareceu dentro da área para cabecear, sem chances de defesa para o goleiro vascaíno, Martín Silva.

O Vasco não teve nem tempo de respirar e já levou o segundo gol. Na saída de bola, a equipe carioca acabou precipitando o passe, Serginho recebeu pela esquerda foi no fundo e cruzou para a cabeçada de Pedriel que fez o segundo para o time da casa.

O terceiro gol saiu aos 16 minutos. Novamente, Serginho fez uma grande jogada e cruzou, Chávez apareceu dentro da área e completou fazendo o terceiro gol da equipe boliviana, deixando os cariocas completamente incrédulos na Bolívia.

A pressão do Jorge Wilstermann seguiu na mesma intensidade por mais uns cinco minutos. Por pouco, os bolivianos não fizeram o quarto gol. Porém, a equipe carioca conseguiu sair da lona e acalmou momentaneamente a partida. Nenhum das duas equipes conseguiu ter boas chances na segunda parte do primeiro tempo e a partida caminho sem mais alterações para o intervalo.

A segunda etapa começou em um ritmo menos acelerado. O Vasco parecia conseguir administrar a vantagem no agregado. Porém, a equipe boliviana era muito perigosa na jogada aérea e conseguiu o seu quarto gol aos 25 minutos do segundo tempo. Após cobrança de falta para a área, Zenteno apareceu de novo para marcar para o Jorge Wilstermann.

A pressão se intensificou. As jogadas aéreas dos bolivianos apavoravam o Vasco. A situação ficou pior quando Thiago Galhardo foi expulso após jogar a bola em cima de Serginho. Aos 41 minutos, o Jorge Wilstermann quase fez o quinto. Após escanteio, a zaga do Vasco não conseguiu cortar e Alex Silva perdeu uma chance clara de marcar. Depois disso, não houve mais nenhuma chance e a disputa seguiu para os pênaltis.

Pênaltis

Andrés Ríos foi o primeiro a cobrar. Com muita categoria, ele deslocou o goleiro Arnaldo Giménez e abriu o placar para o Vasco. Lucas Gaúcho foi para a cobrança pelos bolivianos e apareceu a estrela de Martín Silva para defender e colocar a equipe carioca em vantagem. O segundo vascaíno a bater foi Yago Pikachu, que cobrou no ângulo sem chances de defesa para o goleiro do Jorge Wilstermann. Melgar foi para a bola e converteu a primeira para o Jorge Wilstermann. Desábato foi para a cobrança, deslocou ou goleiro, mas a bola acabou indo na trave. Meleán foi para a bola, buscando empatar para os donos da casa, mas de novo, Martín Silva fez bela defesa. Wellington foi o quarto vascaíno a bater. O volante cobrou bem, a bola tocou na trave antes de morrer nas redes bolivianas. Ortiz foi o quarto a cobrar para os bolivianos e converteu a cobrança. Rildo teve a chance de dar a vaga para o Vasco, mas acabou batendo mal, facilitando a vida do goleiro  Arnaldo Giménez, que defendeu. Porém, a estrela de Martín Silva ainda iria brilhar. Alex Silva foi o último a bater e consagrou o goleiro uruguaio.

FICHA TÉCNICA

JORGE WILSTERMANN 4 (2) X 0 (3) VASCO

Local: Pátria de Sucre, Sucre (BOL)

Hora: 21h45 (horário de Brasília)

Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Auxiliares: Alexander Guzman (COL) e Cristian de la Cruz (COL)

Cartões amarelos: Alex Silva, Lucas Gaúcho (JOR); Martín Silva (VAS)

Cartões vermelhos: nenhum

Gols: Zenteno, aos 5 minutos do primeiro tempo (JOR); Pedriel, aos 6 minutos do primeiro tempo (JOR); Cristian Chávez, aos 16 minutos do segundo tempo (VAS); Zenteno, aos 25 minutos do segundo tempo (JOR)

Jorge Wilstermann: Giménez; Meleán, Zenteno, Alex Silva e Aponte; Cristhian Machado e Saucedo (Ortiz); Pedriel (Lucas Gaúcho), Cristian Chávez e Serginho; Gilbert Álvarez / Técnico: Álvaro Peña

Vasco: Martín Silva, Yago Pikachu, Ricardo, Paulão e Henrique; Desábato, Wellington, Wagner (Rildo), Evander (Thiago Galhardo) e Paulinho; Andrés Rios / Técnico: Zé Ricardo

Comentários