ECONOMIA ▸ COMBUSTIVEL

Abastecer com álcool é vantajoso em apenas quatro estados no Brasil

O preço médio da gasolina no país caiu na semana passada. Mas o recuo, de 0,5%, foi menor que o do etanol: o combustível de cana ficou 2% mais barato frente à semana anterior, segundo os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Com isso, o etanol, que vinha perdendo competitividade, voltou a ganhar algum espaço. Na média, o biocombustível passou a valer mais a pena em quatro estados do país: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo.

Nos demais estados, no entanto, vale a pena abastecer com gasolina.

Os dados da ANP, compilados pelo g1, mostram que é em Goiás que o etanol leva mais vantagem: lá, o preço do litro do etanol equivale a 66,76% do valor do litro da gasolina. Em geral, o etanol vale a pena quando essa razão é menor que 70%. Nos outros três estados, fica muito perto desse limite.

Qual o mais vantajoso?
A vantagem do etanol é calculada considerando que o biocombustível tem, em média, 70% do poder calorífico da gasolina. Assim, para saber se o etanol mais é vantajoso ou não, basta multiplicar o valor do litro da gasolina por 0,7. Se o valor resultante for menor que o do litro do etanol, é melhor abastecer com gasolina. Se for maior, o etanol é a melhor opção.

Em outras palavras, se o preço do álcool for menor que 70% do preço da gasolina, o primeiro vale mais a pena. Se for maior, a gasolina deve ser escolhida. (veja ao final da reportagem mais explicações sobre como fazer a conta).

Importante lembrar, porém, que essa relação varia muito entre os postos e entre as cidades e entre os postos de combustíveis – portanto, é preciso pesquisar.

Comentários