POLÍCIA ▸ FLAGRANTE

Fiscal do Prevfogo é detido pela PM com 329 peças de pescado em Poconé

Um Servidor do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Mato Grosso termina, ironicamente, preso por crime ambiental, ao transportar pescado irregular em veículo oficial.

Apreensão e prisão ocorreram na tarde de domingo (10), no quilômetro 17 da rodovia Transpantaneira (MT-060), em Poconé (104 km ao Sul). 

O funcionário do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), em Poconé, Benedito Onofre de Arruda, 39, assumiu ser o proprietário da carga de 329 peças de pescado.

Foram apreendidas 187 pacupevas, 18 barbados, 4 piraputangas, 94 sardinhas e 26 piranhas. A apreensão foi realizada por equipe da Polícia Ambiental, em operação na cidade de Poconé, depois de receber uma denúncia de que uma caminhonete Hilux, veículo oficial de fiscalização ambiental, transportava grande quantidade de pescado. 

Policiais do Batalhão Ambiental montaram a barreira e durante a abordagem o servidor, que estava acompanhado de outros dois colegas de trabalho, assumiu ser o dono do pescado. 

Conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, Benedito foi autuado pelo crime ambiental e foi arbitrada a fiança de 3 salários mínimos para que respondesse o inquérito em liberdade. Em depoimento alegou que estava em operação na região do Pantanal e ganhou o pescado de presente. 

Mas não forneceu o nome de quem lhe deu o pescado. O veículo foi apreendido e liberado somente na manhã de segunda-feira (11), a servidores do órgão. A assessoria do Ibama, em Brasília, foi consultada sobre as medidas a serem tomadas em relação ao crime praticado pelo servidor em serviço, mas não se manifestou até a publicação dessa matéira. O espaço segue em aberto. (Com informações de Silvana Ribas)

Comentários