CIDADES ▸ TURISMO

Fórum de Turismo dos municípios pantaneiros trazem associação como nova forma de gestão pública

Unir esforços para multiplicar resultados. Essa foi à intenção de sete municípios pantaneiros quando se reuniram para formar uma Associação e fortalecer o Turismo regional além de implementar uma gestão compartilhada na área de Turismo (com aplicação na cultura local). A experiência dessa Associação surgiu do Fórum de Debates oriundo da Instância de Governança Regional, dentro do programa de regionalização do turismo.

Fazem parte da Associação: Cáceres, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antonio de Leverger, Barão de Melgaço, Vila Bela da Santíssima Trindade e Porto Esperidião.

A quinta reunião ordinária da Região Turística Pantanal Mato-grossense, ocorreu nesta terça-feira, 17 de setembro, no município de Nossa Senhora do Livramento, recebendo secretários municipais de turismo e empresários do trade turístico (terceiro setor).

José Marcos Carpes Vargas, Presidente da IGR (Região Turística Pantanal Mato-grossense), aproveitou a ocasião para reforçar a importância da criação da Associação que surge dentro das Instâncias de Governança Regional (IGR) nas regiões turísticas, sobretudo no Pantanal, para o fortalecimento dos municípios.

As IGRs são formadas por representantes do poder público, por meio das prefeituras, pela iniciativa privada, pelo trade turístico (donos de hotéis e pousadas, de restaurantes, espaços de lazer, transportadoras de viagens, de agências de turismo e etc) e pela sociedade civil organizada.

Rosangela Lazarim, vice presidente da instituição conduziu os debates para a formação do Regimento; “A reunião foi produtiva e a cada encontro fortalecemos o ideal de união para potencializar o turismo em todos os municípios associados”, defendeu.

A próxima reunião para oficializar a documentação da Associação, ocorrerá no município de Poconé, em uma quarta-feira 16 de outubro, às 9 horas da manhã. O vereador licenciado, atual Secretário Municipal de Turismo e Cultura de Poconé, Walney Rosa, defendeu: “Não existe solução simples para todos os problemas complexos do turismo regional. Nós temos que discutir com todas as pessoas envolvidas e que estão sempre buscando melhor qualidade no turismo de nossa região e a associação poderá oferecer soluções possíveis para que nos tenhamos um turismo mais amplo, expandindo nossas modalidades de turismo, potencializando ecoturismo e dando visibilidade ao turismo urbano de gastronomia, religioso, histórico e cultural”, alertou.

Comentários