POLÍTICA ▸ ELEIÇÕES 2020

Mais de 112 mil eleitores de Cuiabá não votaram em Abílio ou Emanuel Pinheiro

No 2º turno da eleição em Cuiabá, quase 30% dos eleitores cuiabanos aptos a votarem decidiram não votar em nenhum dos dois candidatos que disputaram a prefeitura de Cuiabá. Ao todo foram 112.449 mil (29,74%) do universo de 378.097 pessoas,  que não compareceram ou votaram brancos e nulos.  

Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apontam que 284.352 mil pessoas compareceram nas urnas na capital mato-grossense, o que significa que 93.745 mil não foram votar. Outros 12.379 mil preferiram não votar em Emanuel Pinheiro (MDB) ou Abílio Júnior, anulando o  voto. Já 6.325 optaram por votar em branco. A abstenção deste domingo chegou a 24,79%, colocando Cuiabá na 12ª posição entre as 18 capitais que tiveram 2º turno.  

Já no 1º turno a abstenção em Cuiabá foi de pouco mais de 22%. Cuiabá seguiu a média nacional que chegou em 29,43% de abstenção neste 2º turno. O TSE chegou a comemorar o comparecimento de 70% dos eleitores no domingo (29) em meio à pandemia no novo coronavírus.  

"O índice de abstenção no segundo turno, que tradicionalmente é superior ao do primeiro, foi de 29,47% com os números que tínhamos até agora, faltando [a conclusão da apuração no] estado do Acre. É um numero maior do que desejaríamos, mas é preciso ter em linha de conta que realizamos eleições em meio à pandemia que já consumiu 170 mil vidas, e as pessoas com temor, muitas por estarem com a doença, muito por estarem com medo", declarou o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.  

Emanuel Pinheiro foi reeleito com 51,15% dos votos, que representou  135.871 mil votos para que  ele comandasse a capital nos próximos 4 anos. O adversário Abílio Júnior (Pode) teve 129.777 votos, 48,85% da parcela do eleitoral da capital.

Comentários