CIDADES ▸ BIOMETRIA

Mais de 2 mil eleitores da cidade de Poconé não irão as urnas em 15 novembro

Falta de cadastramento biométrico deixa mais de 168 mil eleitores de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Chapada dos Guimarães e mais 28 municípios de fora das eleições municipais e suplementar ao Senado Federal que ocorre no dia 15 de novembro.

Em Poconé, segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral, 2.060 eleitores ficarão de fora do pleito eleitoral, e em Cuiabá 85.432 irão ficar sem votar.

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso iniciou o cadastramento biométrico do eleitorado em novembro de 2011. Estes 34 municípios que os eleitores tiveram os títulos cancelados, não se enquadram na Resolução TSE n° 23.616 de 17 de abril de 2020, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que liberou eleitores de algumas cidades a votarem em 2020, mesmo sem a biometria, pois, tiveram prazo de encerramento da coleta biométrica encerrado antes da pandemia da Covid.

Já outros 53 municípios de Mato Grosso foram contemplados com a Resolução da Suprema Corte Eleitoral, e conseguiram reverter o cancelamento do título de mais de 116 mil eleitores, pois, não conseguiram realizar a coleta de dados biométricos em razão da pandemia do novo coronavírus.

"O TSE determinou a suspensão de efeito do cancelamento nos 53 municípios abaixo por questão de Justiça, afinal, são cidades cuja revisão com coleta de dados biométricos ocorreu em 2019/2020 e, em razão da Pandemia, seus eleitores não tiveram a justa oportunidade para regularizar até maio deste ano, quando o cadastro de eleitores fechou" esclarece o TRE/MT.

Vale destacar, que conforme o TSE, a suspensão do cancelamento é temporária e durará até o segundo turno das eleições municipais, se houver. Após os pleitos, o título eleitoral desses quase 117 mil eleitores volta ao status de cancelado e, para regularizar, será necessário comparecer a unidade de atendimento da Justiça Eleitoral. (Confira lista no final da matéria).

O TSE ainda alerta que a medida beneficiou os eleitores dos municípios que tiveram o título cancelado por ausência a Revisão com coleta de dados biométricos. Os eleitores dessas cidades que estão com o título cancelado por outros motivos, como por exemplo, ausência às urnas por 3 eleições consecutivas permanecem com o título cancelado e, portanto, não poderão votar.

A capital Cuiabá concentra 85.432 desses eleitores e é o município em que mais pessoas não poderão votar. Em seguida vem Várzea Grande (35.617), Rondonópolis (11.037), Sinop (10.382), Primavera do Leste (3.462), Pontes e Lacerda (2.604),  Poconé (2.060), Nova Mutum (1.630), Lucas do Rio Verde (1.455), Jaciara (1.411), Rosário Oeste (1.249), Santo Antônio do Leverger (1.003), Campo Verde (964), Nobres (770), Nossa Senhora do Livramento (705), Barão de Melgaço (703). 

Ainda aparecem na lista Chapada dos Guimarães, Jangada, Nortelândia, Nova Santa Helena, Cocalinho, Nova Brasilândia, Campos de Júlio, Acorizal, Araguaiana, Torixoréu, Indiavaí, Luciara, Ribeirãozinho, Planalto da Serra, Vale de São Domingos , Serra Nova Dourada, Araguainha e Ponte Branca.

Comentários