POLÍTICA ▸ ASSESSOR PARLAMENTAR

Marido de vereadora vira assessor parlamentar com salário de R$ 2 mil

O candidato derrotado nas eleições passada para Deputado Estadual, Jean Silva (PP), foi nomeado como assessor parlamentar na Assembléia Legislativa de MT. Jean ocupa um cargo comissionado (de livre indicação) no gabinete do deputado estadual Paulo Araujo (PP).

No cargo de assessor parlamentar, Jean Silva recebe salário de R$ 2.078,14, segundo a escala de vencimentos da Assembleia. Um deputado estadual de Mato Grosso pode custar R$ 94 mil por mês só de salário, verba indenizatória e ajuda de custo, além de ter direito a carros, combustível e passagens áreas e de ônibus, além de assessores.

Em abril deste ano, Jean Silva, só se sustentou no cargo de diretor da 15ª Ciretran de Poconé por apenas três dias. Bastou chegar aos ouvidos de Mauro Mendes que Jean pertencia a um grupo político de oposição que trabalhou pela candidatura à sucessão estadual de Wellington Fagundes (PR) para que o governador determinasse que o secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho o exonerasse.

Durante todo o processo eleitoral, Jean, que só obteve 2.858 votos, se empenhou na defesa da reeleição do então deputado federal Ezequiel Fonseca, do mesmo PP, e também de Wellington, segundo colocado ao Paiaguás. Nenhum dos três saiu vitorioso nas urnas.

Em privado, o chefe do Executivo tem orientado o núcleo da Casa Civil que avalia currículos para cargos comissionados a considerar não só a qualificação dos indicados, mas também o componente político-eleitoral, de modo a prestigiar aqueles de legendas do arco de alianças que ajudaram-no a chegar ao poder e não abrir brecha para adversários políticos.

 

Todos os Direitos reservados a Poconet Notícias.

Comentários