POLÍCIA ▸ CASO ASSUSTADOR

Pai é acusado de estuprar e viver casado com filha adotiva em cidade de Mato Grosso

Uma adolescente de 14 anos foi espancada e estuprada pelo pai adotivo, que cuidava da garota desde que ela tinha 1 ano. Everton Renan Oliveira Guth, de 36 anos, foi preso nesta quinta-feira (25), no bairro Santiago do Norte, em Paranatinga (378 km de Cuiabá). O sargento que atendeu a ocorrência fez fortes relatos sobre a descoberta do fato. O homem chegou a  dizer que iria até se casar com a filha.

Segundo o registro da ocorrência, por volta das 19h30, a mãe e o menor procuraram a ajuda de um vizinho, que é policial militar. Elas relatavam que o acusado havia chegado em casa bêbado e agredindo a menor. Segundo a mulher, o homem estava com ciúmes da menina e, por isso, desferiu vários socos no rosto dela, causando ferimentos pela boca e quebrando um pedaço de seu dente.

Consta ainda no registro da ocorrência que toda a agressão aconteceu no meio da rua e, após isso, Everton teria se deslocado para a residência da família em busca de um facão para matar a filha adotiva.

A mãe da menor contou que há dias vem estranhando o comportamento da menor, que ultimamente andava acanhada, envergonhada, isolada e às vezes chorava trancada no banheiro. A mãe, então, perguntou à filha o que estava acontecendo e ela relatou os abusos que vinham sendo praticados pelo pai adotivo.

A menor disse que os abusos aconteciam há cerca de um ano. Ela contou que era ameaçada de morte caso contasse algo para alguém. A menor relatou ainda que o seu pai teria sido o primeiro homem com quem teve relação sexual.

Diante da denúncia, o policial conduziu a mãe e a menor para a residência da família em busca do suspeito, que foi encontrado e recebeu voz de prisão. O acusado e as vítimas foram conduzidos para a delegacia para as demais providências que o caso requer. 

Em depoimento à polícia, o PM que atendeu o caso fez um relato chocante sobre as declarações do acusado. “A menina estava toda machucada e contou chorando que era estuprada pelo pai há mais de um ano. Quando o localizei na rua, eu fiz a detenção dele, e o relato dele é uma coisa de se assustar. Ele falava que ia casar com a filha dele. Uma coisa até triste de se ouvir”, relatou o PM.

O sargento contou ainda que, pelo que foi dito pelas testemunhas, a mãe da menor era forçada a aceitar a situação sob ameaça. Ela disse ainda que há algum tempo o marido já dormia em quarto separado com a menor.

O caso está sendo investigado. O homem foi preso e responderá por crimes de estupro, ameaça, agressão e lesão corporal.   

Comentários