POLÍTICA ▸ DERROTADOS

Políticos derrotados nas ultimas eleições infiltram em manifestação para criar caos em Poconé

Um grupo de Políticos derrotados, na corrida eleitoral em Poconé usou da estratégia nesta sexta-feira (09), para infiltrar em uma manifestação de comerciantes no intuito de atingir a administração municipal de Poconé.

Os comerciantes manifestavam contra a prorrogação do Decreto da Prefeitura de Poconé onde mantém as medidas restritivas diante do município está ainda na classificação de Risco muito alto para a contaminação do Coronavírus.

Imagens e Áudios encaminhados em grupos mostram claramente a participação eleitoreira do ex-vereador Ademir Zulli, incitando os populares a fecharem a entrada da cidade, contrariando um direito garantido na constituição: "é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens".

Nas imagens o ex-vereador Ademir Zulli aparece ao lado da ex-prefeita Meire Adauto também derrotada nas urnas, quando colocou o esposo vice de uma chapa que acabou cassada pela justiça eleitoral.

Alguns comerciantes que participaram da manifestação repudiaram os atos. Segundo eles, A manifestação dos comerciantes não tinham nenhum cunho politico, mais confirmou que alguns se utilizaram do momento para praticar atos irresponsáveis.

Histórico Ademir Zulli:

Em dezembro de 2017, O vereador Ademir Zulli quando era presidente do poder legislativo de Poconé deu uma demonstração de como se promove farra com dinheiro público. Com verba do duodécimo do legislativo, patrocinou uma festa de confraternização com direito a churrasco para Funcionários e Vereadores.

O evento aconteceu no dia 23 de dezembro de 2017 e foi batizado de confraternização.  A festinha ocorreu em uma chácara na zona rural do município de Poconé.

De acordo com informações do próprio portal transparência da Câmara Municipal de Poconé, a farra custou cerca de R$ 2.054,27.  Desse total, constam R$ 1.554,27 no churrasco onde constam os itens: Picanha/Coxão Mole/Alcatra, Linguiça, Frango, Arroz, Alho, Sal Grosso, Tempero Completo, Ovo de Codorna, Doce de Leite, Mussarela, Fardos de Refrigerantes e vários outros itens.

Além dessas despesas com comida e bebida, ainda foi pago cerca de R$ 550,00 para os serviços prestados pelo Churrasqueiro na confraternização. Todos esses gastos foram efetuados na modalidade Compra Direta. O Ministério Publico recebeu a denuncia e fez o parlamentar efetuar a devolução de todos os recursos utilizados na famosa festinha.

Histórico Meire Adauto:

Em Janeiro de 2017, gestão da ex-prefeita Meire Adauto, dezenas de caixas de medicamentos vencidos foram localizados na cidade de Poconé, pela nova gestão da prefeitura. Ao todo, foram encontrados mais de 40 tipos de medicamentos com data de validade vencida.

Entre os remédios vencidos estavam atrovente, buscopam, talidomida, ambroxol, plazil, diazepan, lidocaina, soro fisiológico e clonazepan. As caixas com os medicamentos foram localizadas em uma sala no Posto de Saúde Central.

Informações na época apontou que a medicação foi descartada da Farmácia Municipal. Para citar como exemplo, mais de 30 mil comprimidos do remédio furosemida, que é indicado para problemas cardíacos, hepáticos ou renais, estavam vencidos.

O prejuízo financeiro com o descarte do material foram denunciados ao Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Justiça de Poconé.

Veja Video:

 

 

Comentários