POLÍTICA ▸ EMERGÊNCIA

Prefeito decreta situação de emergência devido às queimadas no Pantanal

O prefeito de Poconé (103 quilômetros de Cuiabá), Atail Marques do Amaral, decretou situação de emergência devido às queimadas em áreas não protegidas, que tem refletido na qualidade do ar. O documento terá validade até dia 20 de janeiro e já teve reconhecimento vigente pelo Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec), que é um órgão consultivo do Conselho Nacional de Proteção e Defesa Civil (Conpdec).

As equipes do Corpo de Bombeiros atuam há dias na região do Pantanal para combater os focos.  O governo de Mato Grosso recebeu, na última sexta, reforço de Mato Grosso do Sul com equipes no combate ao incêndio florestal

As equipes vão ficar à disposição da coordenação do Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional com previsão de três helicópteros de médio porte das Forças Armadas, uma aeronave C130, dez militares, dez brigadistas do IBAMA e dez fuzileiros navais, para se unirem às equipes coordenadas pelo Corpo de Bombeiros.

Além do incremento das forças federais e do estado de Mato Grosso do Sul, sete equipes terrestres e dois aviões dos bombeiros, uma aeronave do Ciopaer, maquinários da SEMA e de produtores rurais da região, pessoal e veículos, além da prefeitura de Poconé estarão apoiando a operação.

O Pantanal é considerado a maior planície de inundação do planeta, englobando o sudoeste do Mato Grosso, o oeste do Mato Grosso do Sul, e parte do Paraguai e Bolívia. Este ano, o período de seca chegou mais cedo e segundo dados do Instituto Centro de Vida (ICV) para o monitoramento dos focos de calor, as queimadas aumentaram 530% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria)

Comentários