CIDADES ▸ SECA

Principal Rio que abastece o município de Poconé está quase seco

A seca prolongada que castiga o Pantanal Mato- Grossense, traz também  seus efeitos às pessoas que habitam às cidades dessa região. Poconé,  – a 110 quilômetros de Cuiabá- , com 33.315 moradores (IBGE 2020), assiste a cada dia a fonte de água potável desaparecer,  trata se do Rio Bento Gomes,  de onde se extrai a água doce para abastecer todo setor urbano da Cidade Rosa.

Situado a 10 quilômetros  do centro de Poconé,  o “Bento Gomes ” , que fica na estrada que dá acesso a região de Porto Cercado,  escancara seu leito pedregoso, exibindo um pequeno filete de água que se esvai com o passar dos dias.

Técnicos da autarquia responsável pela captação e distribuição de água para a população poconeana, também se esforçam para esticar o tubo de sucção de 04 polegadas (100 milímetros), cada vez mais distante da estação  instalada a margem direita do rio.

Essa não é primeira vez que o povo daquele município assiste o Rio Bento Gomes,  quase desaparecer. Porém,  nesta temporada,  a estiagem dobrou em relação aos anos anteriores (2018/2019/2020) .

Com o rio apresentando pequenos mosaicos de água, as autoridades locais,  defendem a instalação de um novo sistema de captação de água doce,  que seria no Rio Cuiabá,  na área conhecida como Porto Cercado,  distante 52 quilômetros da área urbana do município.

O ativista cultural Benedito Pinto de Moraes, o “Dito Pinto “, é um dos entusiasta desse projeto,  que segundo ele,   daria mais tranquilidade e segurança a comunidade com relação ao líquido indispensável no nosso cotidiano ,  além de diminuir os impactos ao Rio Bento Gomes.

O empresário do ramo hoteleiro José Maria Gomes de Arruda, também segue no mesmo raciocínio de Dito Pinto,  apontando que é de extrema importância a execução do projeto para captação de água no Rio Cuiabá.

De acordo com Gomes de Arruda,  enquanto se notícia ao mundo inteiro os efeitos trazidos pela seca aos animais,  a população de Poconé,  carece urgente de ter uma segurança quanto ao abastecimento de água tratada para aos seus moradores. “Todos os seres vivos,  são importantes,  mas devemos dar uma atenção ao abastecimento de água a nossa gente pantaneira ” pontuou.

Extra oficialmente comenta se na cidade,  que o valor orçado para a nova estação de captação de água doce no Rio Cuiabá,  seria de R$ 6 milhões.

Um morador que optou por não ter seu nome revelado,  observou que Poconé, concentra um rebanho de mais de 550 mil cabeças de gado, e ainda dentro do município se extraem anualmente dezenas e mais dezenas de quilos de  ouro através das mineradoras.

” Ora, daqui sai gado que  abastece várias cidades do Brasil e até do exterior,  daqui sai ouro aos montes país afora e ao estrangeiro , investir  6 milhões na captação de água,  não é nada difícil se os gestores empenharem junto as autoridades do estado e em Brasília” finalizou.

Comentários