ESPORTES ▸ BRASILEIRO

Time do Cuiabá perde para Palmeiras e fica à beira do rebaixamento no Brasileiro

Apenas três dias depois da conquista do tricampeonato da Libertadores, o Palmeiras voltou a campo: mesmo com time todo reserva e sem o técnico Abel Ferreira à beira do campo, os garotos assumiram a bronca e brilharam na vitória por 3 a 1 sobre o Cuiabá, na noite desta terça-feira, na Arena Pantanal, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. No primeiro de vários testes para os meninos, já que o elenco principal vai ganhar férias no fim de semana, Gabriel Silva, Giovani e Gabriel Veron marcaram os gols da vitória – Alan Empereur, ex-Verdão, diminuiu para o Dourado.

Enquanto o Palmeiras segue em festa após o título, assegura o terceiro lugar na tabela e não pode mais ser ultrapassado, o Cuiabá se preocupa um pouco mais com a zona de rebaixamento. O Palmeiras vai aos 62 pontos e já sabe que terminará o campeonato em terceiro lugar – não alcança o Flamengo, vice-líder, e nem é alcançado pelo Corinthians, quarto.

Já o Cuiabá permanece com 43 e a três do Bahia, que abre o Z-4. Gabriel Silva, de 19 anos, e Giovani, de 17, são atacantes da base do Palmeiras e brilharam na vitória desta terça – Giovani, inclusive, fez o primeiro gol dele como profissional.

Ambos já tinham jogado pelo Campeonato Paulista e devem receber mais chances na reta final do Brasileiro. No intervalo, os dois se divertiram: um entrevistou o outro.

Gabriel Veron completou o placar com um golaço no fim, tirou a camisa na comemoração e acabou expulso. O Cuiabá venceu os titulares do Palmeiras dentro do Allianz Parque, no primeiro turno, mas nesta terça não conseguiu ficar confortável em momento algum – finalizou 17 vezes, a maioria delas sem perigo, e teve duas falhas individuais de Paulão, que assumiu a responsabilidade.

O time de Jorginho, que parecia já estar tranquilo na briga contra o rebaixamento, tem de se preocupar novamente. São três pontos para o Z-4.

O título da Libertadores fez bem até para quem não vinha jogando. Leves, os garotos do Palmeiras pressionaram o Cuiabá logo cedo, e Gabriel Silva aproveitou lançamento de Michel e a indecisão entre Paulão e Walter para superar o zagueiro, driblar o goleiro e abrir o placar.

Nervoso, o Cuiabá insistiu em jogar pelo meio e teve Clayson, seu principal armador, em jornada pouco inspirada. Com o controle do jogo, os meninos do Verdão criaram mais chances.

Numa delas, Giovani recebeu na entrada da área, cortou para dentro e chutou longe do alcance de Walter: 2 a 0. O Palmeiras, porém, baixou o ritmo e deixou o Cuiabá crescer.

Em cobrança de escanteio, Jenison acertou o travessão, e a bola sobrou para Alan Empereur, ex-Verdão, completar para o gol. Ele nem comemorou em respeito ao clube que defendeu antes do Cuiabá, mas deixou a torcida esperançosa para a segunda etapa.

O Palmeiras continuou na dele, e o auxiliar João Martins começou a lançar mais garotos: Vanderlan, Pedro Bicalho, Kevin, Lucas Freitas e Fabinho entraram ao longo da segunda etapa. O Cuiabá teve mais presença no ataque com a entrada de Felipe Marques, abrindo o jogo pelos lados, e Élton, segurando a bola entre os zagueiros, mas o nervosismo começou a tomar conta da equipe de Jorginho – errando passes fáceis, se irritando com marcações da arbitragem e finalizando sem direção.

Nas duas vezes em que chegou bem, com Clayson, por baixo, e Paulão, pelo alto, Vinícius Silvestre fez grandes defesas. No fim, após novo erro de Paulão, Gabriel Veron aproveitou a chance e fez um golaço para fechar o placar – mas foi expulso por levar o segundo amarelo ao tirar a camisa na comemoração.

Público e renda

Público presente: 26.612.

Renda: R$ 1.499.435,55.

Comentários